Advocacia colaborativa, SIM! Welcome Collaborative Law! 2015-07-09

Evite a montanha russa dos tribunais. Oferecemos-lhe a solução para ultrapassar pacificamente todos os problemas do fim do casamento.
Choose Collaborative Law and avoid the roller coaster of court hearings. At Candeias & Associados we offer you a complete and peaceful solution to overcome all the legal issues that come with the end of matrimony.

 
A advocacia colaborativa é um método muito recente que tem em vista ultrapassar os variados problemas que resultam do fim de um casamento, em todas as suas vertentes (menores, património e casa de morada da família). Neste tipo de prática, os advogados de ambas as partes concordam em ajudar os seus clientes a resolver o conflito através de técnicas colaborativas em vez de estratégicas unilaterais e conflituosas.
Collaborative law is a very recent method that aims to overcome the various legal issues, in all its aspects, that result from the end of a marriage in all its aspects (children, assets and family home). In this type of practice, the lawyers of both parts agree on helping clients solve conflicts through collaborative techniques instead of unilateral and conflicting strategies.

 
Ela assenta na ideia de que as soluções impostas pelo tribunal nunca provocam a felicidade, inclusive, ao suposto ´vencedor´, porque, na realidade, não haverá vencedores - todos perdem.
Collaborative law is based on the idea that court imposed solutions never bring any happiness, not even to the supposed ´victor´, because in the end, no one really wins and in fact everyone loses.

 
A advocacia colaborativa centra-se exclusivamente na construção do acordo, renunciando à opção pelo litígio. Esta linha de atuação é formalizada num contrato que é estabelecido entre o marido e a mulher e os respetivos advogados. Todos se comprometem a atuar de forma leal, agindo de boa-fé, para resolver os problemas fora dos tribunais. No caso de terem de ir para o tribunal, os advogados são obrigados a deixar de patrocinar os seus clientes. Isto leva a que, realmente, a que seja criado um ambiente colaborativo, construtivo, porque sabem, desde o início, que a outra parte não é uma ameaça.
Collaborative law focuses exclusively on the construction of an agreement, renouncing to all court litigation. This line of action is subject to a contract established between the husband and wife and their respective lawyers. All are committed to act loyally, acting in good faith, in order to resolve all issues out of court. If they still have to go to court, lawyers are required to stop representing their clients. This creates a true constructive and collaborative environment, because each part, from the beginning, knows that the other party is not a threat.

 
A advocacia colaborativa não se confunde com a mediação. Nesta, existe o mediador, que é um terceiro imparcial. Na advocacia colaborativa as partes, embora trabalhem afincadamente para encontrar uma solução negociada de compromisso, não são neutras. O advogado faculta ao seu cliente aconselhamento legal adequado considerando a posição que o seu cliente ocupa, tendo vista o acordo.
Collaborative law must not be confused with mediation. There is no mediator, acting as an impartial third party. In collaborative law, the parts, although working very hard to find a negotiated compromise solution, are not neutral. The lawyer provides his client legal advice considering the assumed position in order to achieve an agreement.

 
As razões para optar pela advocacia colaborativa são as seguintes:
The reasons to choose Collaborative law are:

 
1. Há um efetivo controlo pelo que será o resultado das negociações. Isto porque no acordo constarão as diferentes opiniões e pontos de vista. Com os tribunais nunca se sabe bem o que vai acontecer...
There is an effective control on what will be the outcome of negotiations. This is because the agreement will embrace the different opinions and views. With court litigation you really never know what will happen...

 
2. O acordo resulta do compromisso e da justiça das partes, em vez de uma decisão imposta por um terceiro - o tribunal.
 The agreement is the result of commitment of the parts, rather than a decision imposed by a third part - the court.

 
3. O acordo atinge-se com mais rapidez do que se obtém uma sentença judicial porque toda a calendarização é estabelecida pelas partes, em vez de se estar dependente das sobrecarregadas agendas dos tribunais e as das entidades que os apoiam (só para ter uma ideia, o relatório social que o tribunal pede para estas situações demora, em média, 16 a 36 meses a obter…).
The agreement is more rapidly obtained than a court ruling because the entire schedule is chosen by the parts, instead of depending on the jammed schedules of courts and the entities that support them (just to have an idea the social report that courts ask for in these type of situations average 16 to 36 months to get...).

 
4. É menos dispendioso que um processo judicial.
 It is less expensive than a law suit. 
 
5. A ansiedade e o stress são consideravelmente menores porque a solução final resulta da sua intervenção ativa.
Anxiety and stress are considerably lower because the final solution results from the parts own active intervention.

 
6. O objetivo final não é entrar em litígio mas sim chegar a um acordo. Mal o casal aceita os serviços de advocacia colaborativa, é assinado um contrato vinculativo e sigiloso que regula todos os procedimentos que serão efetuados.
The ultimate goal is not to litigate but to reach an agreement. As soon as the couple accepts the collaborative law services, they sign a binding confidential contract that will regulate every procedure the procedures to be performed.

 
7. Com a advocacia colaborativa todos os intervenientes têm a clara noção de que com o acordo todos ganham. Isto é especialmente importante quando estão filhos envolvidos, porque ficam preservados das intermináveis e desgastantes batalhas judiciais.
With collaborative law all parts have a clear understanding that with the agreement everyone wins. This is especially important when children are involved, because they are shielded from endless and exhausting court battles.

 
A advocacia colaborativa requer seis pontos:
Collaborative law requires seis points:

 
1. Acesso a toda a informação relevante existente - isto é, não se pode esconder nenhuma informação.
Access to all existing and relevant information – no part is allowed to withhold information.

 
2. Respeito - todos são adultos maduros e inteligentes.
Respect – all parts are mature and intelligent adults.

 
3. Proteção dos filhos - os filhos ficam de fora. Eles de modo algum podem ser envolvidos no procedimento.
Protection of the children – the children are shielded from all procedures and in no matter are the involved in any negotiation.

 
4. Apoio de outros especialistas, nomeadamente, psicólogos e consultores financeiros.
Support from other specialists, including psychologists and financial consultants.

 
5. Solução win-win - todos devem caminhar para um solução em que todos ganham.
Win-win solution – everyone must embrace a solution that allows everyone to win.

 
6. Nada de tribunais -  procuram-se resolver os problemas por quem sente esses problemas, com a ajuda de profissionais. Os advogados envolvidos devem deixar de representar os clientes se o assunto tiver de ir para tribunal e não se pode, em caso algum, utilizar os dados recolhidos para efeitos judiciais.
No courtrooms – the emphasis is put on the couple solving their own problems, with the help of professionals. The lawyers involved must cease to represent their clients in case the parts should go to court and in this case, it is not admissible to use the data retrieved to in any lawsuits.

 
A Candeias & Associados é pioneira na prestação de serviços de advocacia colaborativa. Fale connosco e opte por uma solução que seja a melhor para si mas também para os outros.

Candeias & Associados is a pioneer in the providing of Collaborative law services.. Talk with us and choose the best solution, not only for you, but others.

< voltar